Turma do contra

Presidente interino, Michel Temer/PMDB, mal assumiu, mas as viúvas do PT já começaram a atravancar o caminho

16 de Maio de 2016

Desde o final de 2014, quando o PSDB fez ressalvas mais do que justificáveis sobre as eleições, petistas começaram a reclamar que os tucanos não se conformavam com a derrota. Todos sabem que o sistema eleitoral brasileiro é mais do que suspeito. Primeiro, porque as urnas são fabricadas pela Smartimatic, uma empresa da bolivariana Venezuela, país que não tem nem papel higiênico para a população. Segundo, a apuração é secreta. Tal aberração não existe em nenhuma democracia do mundo, só nessa grande jabuticaba chamada Brasil. Isso é um convite indecente para possíveis fraudes. Mas sigamos. É no mínimo irônico que o partido que acusou o oponente de não saber perder tenha protagonizado um papel tão patético no desenrolar do impeachment, e continue fazendo o mesmo agora que a presidente petista (como ela se chama mesmo?) foi afastada pelo Congresso, em uma demonstração óbvia de.... não saber perder.

O discurso de posse do presidente interino, Michel Temer/PMDB, foi ótimo e muito esclarecedor. Já estava com saudades de ouvir o chefe da nação falar em português, com o sujeito e o predicado religiosamente casados com a lógica. Muitos, os ex governistas, acusam o novo governo de ilegítimo, o que é uma mentira não só infundada, mas de má-fé. Ele recebeu os mesmos votos que Dilma Rousseff e o vice existe justamente para substituir o presidente em caso de necessidade.

A forma do pronunciamento de Temer foi perfeita, assim como o seu conteúdo. Se ele colocar em prática todas as intenções que delineou para o país, a chance de que o Brasil saia da crise é bastante real. Claro que não é algo que ocorrerá do dia para a noite. Isso demandará tempo, porque tirar o Brasil do fundo do poço em que o PT o jogou será algo doloroso, difícil e demorado, afinal são 13 anos de incompetência, assalto e destruição da economia. É bom que ninguém se esqueça de que esse filho não é do Temer. O que o país precisa agora é de união e compreensão. A turma do contra já começou a fazer barulho. Propostas e soluções eles não têm, só vontade de ficar no comando. Cabe ao povo não cair nas armadilhas retóricas das viúvas do PT, que sofrem desconsoladamente pela perda das benesses com as quais estavam acostumadas. Não vai ter mais dinheiro público para sustentar a vida boa dessa gente. Só por esse motivo, o impeachment foi a melhor coisa que já nos aconteceu nos últimos tempos. O que vier a mais será lucro.

Veja também

A política letárgica

O intervalo entre as votações do impeachment na Câmara e Senado causa um período de estranha calmaria política no país.

Deputados brasileiros

E se eu te contar que aqueles deputados que votaram sobre o impeachment da Dilma ontem já estão lá há muito tempo, você acreditaria?

Direito criativo

Supremo Tribunal Federal fere o princípio da separação dos três poderes ao discutir como o presidente da Câmara deve interpretar o regimento da Casa

Olho aberto

Impeachment deverá ser votado na sexta-feira que vem; confira o posicionamento dos deputados que receberam votos em Formiga

Parceiros