Reconstruindo a Nação

Os brasileiros, o novo governo e a oposição precisam caminhar juntos se quiserem superar a crise.

26 de Abril de 2016

A mitologia grega pode trazer muitos ensinamentos para o nosso dia-a-dia. Na Grécia Antiga, ela era usada para transmitir valores aos mais jovens. E, no atual momento que nosso país atravessa, é essencial cultivar valores que façam o país voltar ao seu caminho.

Hércules, na mitologia, era filho de Zeus e, para recuperar sua honra após ter matado mulher e filhos, visita o oráculo de Delfos, e ordenado por este, teve que servir por doze anos a Eristeu, seu pior inimigo. Mas, após esses doze anos e seus doze trabalhos, ele se tornaria imortal.

Não se engane, caro leitor, em pensar que a situação de nosso país é simples e confortável, ou nada tem a ver com a estória de Hércules. O que vivemos é grave. E para sair de um buraco tão grande teremos muitos trabalhos pela frente. Tarefas tão grandes quanto os doze trabalhos. E, dada a nossa situação, muito mais que doze trabalhos.

Porém, para nossa felicidade, começamos bem nosso primeiro trabalho que foi o processo legal de impeachment da presidente. Queira Deus que ele termine bem. Assim como Hércules no seu primeiro trabalho estrangulou com suas próprias mãos o monstruoso Leão de Nemeia, assim também o povo deve tirar este governo pífio e corrupto do berço esplêndido em qual se deitou para sugar nossas riquezas com sua própria força. E que força descomunal e desconhecida tem o povo quando se une.

No entanto, o próximo trabalho do povo brasileiro pode ser o pior de todos. Curar as feridas financeiras, políticas e culturais causadas por anos de domínio de pessoas que não tinham projeto de país e sim projeto de permanecer no poder.

Curar essas feridas, neste momento, pode ser resumido em uma palavra: coalisão.

Só com a união ou colisão efetiva de todos os brasileiros de boa vontade poderemos construir um futuro, um projeto de nação. Não é hora para aflorar as diferenças e rancores. O Brasil deve ser o foco comum. O veneno principal implantado pela canalhice de políticos foi a separação entre ricos e pobres, negros e brancos, mulheres e homens, héteros e homos, etc.

Haverá momento futuro para separar o trigo do joio. Mas, por enquanto, a exemplo do que aconteceu na segunda grande guerra, onde comunistas (URSS), capitalistas (EUA) e conservadores (Inglaterra) se uniram para derrotar um inimigo comum e reconstruir o mundo, devemos também nos unir pelo nosso projeto comum – o Brasil.

Veja também

Deputados brasileiros

E se eu te contar que aqueles deputados que votaram sobre o impeachment da Dilma ontem já estão lá há muito tempo, você acreditaria?

A Vênus de Milo

Hoje comemoramos 196 anos da descoberta de um dos mais belos trabalhos da escultura clássica.

Parceiros